GUIA DE AMBIENTAÇÃO BRASIL

 

Para suas imagens serem aprovadas o mais rápido possível, você deve criá-las seguindo os parâmetros de ambientação, fotografia, modelagem e realismo. Estes pontos são determinantes para a qualidade da cena, e são também os critérios avaliados na hora da nossa equipe dar a sua nota ao finalizar um pacote.

A seguir vamos ver cada um deles em mais detalhes.

 

AMBIENTAÇÃO

A ambientação diz respeito ao estilo e conceito que darão origem à cena, a escolha das características estéticas do ambiente e sua decoração, assim como a coerência no posicionamento dos elementos. Esteja sempre atento às convenções arquitetônicas e ao briefing de cada trabalho antes de começar a composição. Lembre-se que os produtos do pacote devem ser o foco principal, porém precisam estar totalmente integrados no ambiente, de forma a não sumirem nem destoarem do restante.

 

Estude os produtos do pacote, seu estilo, cores, dimensões e função, e só depois escolha os outros elementos que serão utilizados na formação da cena. Pense em quais itens estão faltando para deixar o ambiente completo de acordo com sua utilidade, e o que você pode acrescentar para deixá-lo inspirador. Outro ponto importante a ser pensado é quem será o usuário (homem, mulher, criança) e quais são seus gostos e estilo, para que ela irá usar o local, definindo assim o conceito por trás da cena.

 

 

Observe na imagem a seguir como os produtos do pacote estão em harmonia com o seu entorno e foram determinantes para definir o estilo da sala de jantar:

É muito importante levar em consideração a funcionalidade do ambiente, isto é, analisar se em um ambiente real as características da cena seriam praticáveis. Para isso, pensando na imagem acima, seria preciso verificar se existe espaço suficiente para passagem, para puxar as cadeiras, abrir as portas do buffet, etc. Esses pontos são determinantes para que o ambiente fique mais realista.

 

Observe a cena abaixo:

A escolha dos outros elementos que a constroem junto aos produtos do pacote foi muito acertada. Perceba como a mesma textura do guarda-roupa foi usada no criado mudo escolhido, e a cor do papel de parede é semelhante aos tons da estampa da poltrona. São detalhes deste tipo que fazem toda a diferença na decoração.

 

 

Mais do que montar uma cena, sua missão é inspirar quem a vê! O objetivo não é criar imagens em série. Pelo contrário, tente a cada imagem propor uma nova experiência. Os ambientes devem ter estilo e personalidade, atraindo a atenção do consumidor.

 

 

Veja bons exemplos abaixo:

 

Para as cenas da Mobly você deve se basear nos padrões e estilo de vida da classe média brasileira. É possível encantar as pessoas criando decorações lindas e propondo ideias interessantes com ambientes condizentes com a realidade desse público.

Para aumentar ainda mais a autenticidade das suas imagens, você pode inserir alguns sinais de uso, como roupas penduradas, roupas de cama levemente bagunçadas, sapatos no chão. Só tome cuidado para que isso não deixe o ambiente parecendo desorganizado.

 

FOTOGRAFIA

A fotografia engloba pontos essenciais no desenvolvimento de imagens 3D realistas: ângulo e iluminação. O ângulo é muitas vezes a causa de solicitações de ajustes nos quais o produto foi modelado corretamente, porém aparece distorcido devido ao posicionamento inapropriado da câmera.

O ângulo e a lente escolhidos podem influenciar na sensação transmitida pela cena tanto de forma positiva quanto negativa, e impacta diretamente no nível de realismo percebido, por isso é preciso estar muito atento a essas configurações antes de começar o render.

 

Você já sabe que agora para os pacotes Mobly 4 imagens com ângulos diferentes do ambiente devem ser enviadas. O objetivo é que o consumidor possa ter uma melhor compreensão do espaço e de cada produto.

 

 

Vamos ver como devem ser cada um dos ângulos a seguir:

Frontal

No ângulo frontal todos os produtos devem aparecer, sendo essa a imagem de apresentação principal do ambiente.

Esquerda/Direita

Estas imagens devem ter uma variação de ângulo entre 30º e 45º para ambientes pequenos e mais amplos, respectivamente. A câmera deve estar posicionada de maneira a capturar detalhes diferentes dos que podem ser vistos na cena frontal, proporcionando uma percepção melhor do local.

Atenção: A altura nas três imagens (frontal, esquerda e direita) deve ser a mesma. Verifique também a escolha da lente para não distorcer nenhum elemento.

Esquerda

Direita

Topo

Sempre que possível, mostre o ambiente sem cortar nenhum produto e em um ângulo de 90º (totalmente de cima), como se fosse uma planta baixa, mas com as paredes levemente em perspectiva. Cuidado para não distorcer nenhum elemento.

Atenção: Itens que ficam no forro - como pendentes, ventiladores e luminárias - não devem aparecer.

Tome cuidado com o enquadramento da cena. O ideal é que não sobrem bordas na imagem, mas em casos nos quais não há alternativa, o correto é mostrar a espessura das paredes (15 cm) em um tom de cinza escuro, e a borda da imagem em cinza claro, como no exemplo a seguir:

 

Quanto à iluminação, luz natural é sempre a melhor escolha. Quando configurada da maneira correta, a iluminação valoriza o ambiente e os produtos, sendo um fator decisivo na qualidade da cena, capaz de imprimir diferentes sensações no espectador.

Cuidado: Iluminação em excesso pode ofuscar a visão e modificar a aparência dos produtos. Falta de iluminação prejudica a visualização e desvaloriza a cena.

Nos exemplos a seguir observe como a iluminação pode influenciar na qualidade das imagens:

Muita luz

Muita luz

Iluminação correta

Pouca luz

Pouca luz

Iluminação correta

Veja outros exemplos de boa iluminação:

 

MODELAGEM

É imprescindível que a modelagem dos produtos esteja correta. É necessário seguir criteriosamente as informações do produto fornecidas no site do cliente. Muitas solicitações de ajuste nas homologações são necessárias apenas por causa de produtos modelados incorretamente. Dê uma grande atenção às características do produto (dimensões, texturas, estampas, brilho, etc.), assim não serão necessários ajustes desse tipo, consequentemente aumentando sua produtividade.

Assim como os produtos do pacote, também é preciso modelar corretamente os outros itens que irão compor o ambiente. Em alguns casos peças conhecidas de design são utilizadas. Lembre-se que apesar de não fazerem parte do pacote, elas devem respeitar seu desenho original para manter a autenticidade da cena.

Veja o exemplo a seguir, no qual houve uma interpretação incorretas das dimensões do produto (pendente):

Se não fosse por isso, não teria sido necessário nenhum ajuste. Agora veja como o tamanho correto fica muito mais coerente com a realidade:

 

LEMBRETE: Temos uma biblioteca com mais de 6 mil modelos 3D, disponibilizados gratuitamente para uso exclusivo nos pacotes da Decora. Aproveite este recurso!

 

REALISMO

Seguindo os parâmetros descritos até agora, sua cena já deverá ter um bom nível de realismo. Uma cena ideal não depende apenas do render, mas de um conjunto de critérios a serem levados em conta durante seu desenvolvimento. Para que suas imagens fiquem realmente incríveis, atente também para os pontos a seguir:

  • Lembre-se de que todos os tipos de superfície possuem textura (paredes, pisos, tecidos, objetos de decoração), assim como reflexão e refração dependendo do material (vidros, vasos, espelhos, luminárias).
  • A estética é muito importante, mas para parecer realista um objeto precisa funcionar, no sentido de que os elementos da cena devem ser viáveis no mundo real. Por exemplo: um vaso pequeno com uma planta muito grande cairia, objetos sem sustentação adequada virariam, e itens flutuando causam estranhamento instantâneo.
  • A localização do ambiente é outro ponto a ser notado. Isso é definido pelas vistas das janelas, que devem ser coerentes com a cena e estar posicionadas com um ângulo e altura que façam sentido.

Veja alguns bons exemplos:

Preparado para criar imagens cada vez mais incríveis?